Meu Vizinho Lobo - 7 Capitulo

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014
                                          
                  

                        7 Capítulo:
 Lucius ajudou Mila a sair da mesa com todo cuidado e a todo tempo seus olhos brilhavam intensamente através da iluminação ruim da sala. Fazendo seus olhos literalmente brilhar em meio a escuridão.


  Mila segurou seu braço e o seguiu para fora da sala e foi guiando Lucius de volta a festa, quando ele parou e encarou seu estado.

Está se sentindo bem? Perguntou um pouco ansiosa.

Mila se sentia melhor que nunca e um pouco determinada. Ela queria voltar a dançar com Lucius e esfregar isso na cara daquela mulherzinha.   
     
Ela já tinha um plano todo montado em sua cabeça. Ela dançaria, comeria e mesmo que fosse vergonhoso, ela demonstraria a todo momento seu interesse por Lucius sem menos olhar para a mulherzinha vulgar que se achava dona de Lucius.     Seu lobo pervertido. Não que ele fosse dela, mas ela gostaria de pelo menos deixar claro, que se ela fosse de Lucius, ela em hipótese alguma seria A Outra. Além do mais... Aquela festa era muito importante para Lucius e ele tinha se esforçado por aquilo. Ela não daria o gostinho para ninguém por defeito ou arrumar briga com um Lycan.

  Mila se enganchou em Lucius e deu um belo sorriso junto com um beijo em seu rosto.

Estou ótima!. Disse apertando seu corpo ao dele. Estou tão maravilhosa que me aproveitarei de você o quanto puder na frente de todos aqueles repórteres, tanto, que eles vão se sentir envergonhados por eu ser da raça deles.

   Lucius sorriu satisfeito e com o olhar esperançoso que isso fosse se prolongar para algo além da festa. Mas não iria. Não enquanto ele provasse que gostava realmente de Mila e somente dela e que isso não era apenas um relacionamento para ele parecer decente em frente a humanidade.

   Lucius segurou sua mão e começaram a descer as escadas e voltando ao lugar de destaque. Quando as pessoas avistaram sua silhuetas descendo as escadas todos os encararam com os olhos cheios de perguntas. O único que teve o descaramento de fazer a pergunta desejada da noite foi Antônio Barreto.

  Ele se prostrou em frente a Mila e analisou seu corpo no dedão do pé até o ultimo fio de seu cabelo. Isso causou arrepios em Mila e repulsa em Lucius.

Você está bem? Foi algo grave...talvez um possível gravidez..

  Mila revirou os olhos e fingiu seu melhor sorriso. Ela normalmente era o mais educada o possível, mas a presença daquele homem tornava as coisas insuportáveis de fazer. Como ficar em sua presença.

   Ela sentiu o braço de Lucius envolvendo sua cintura numa demonstração de posse e ela encarou seu rosto para tentar imaginar o que ele estava pensando. Sua cara estava fechada e dava para ver a pressão que ele fazia em sua mandíbula. Se ele não estava sentindo a vontade na presença daquele cara, agora então...

Oh não. Não estamos pensando em filhos agora, não faz muito tempo que nos conhecemos...

  Antes que Mila pudesse continuar o discurso lá estava a garota irritante novamente. Jane não é. Sim. Lá estava ela novamente com seus dentes a mostra, num sorriso assustador. Lucius mudou seus modos institivamente. Pronto para atacar qualquer um daqueles dois.

Lycans não conseguem segurar seus próprios frutos imaginem uma “bostinha” dessas....

 Lucius estava pronto para tirar o braço de Mila quando ela o abraçou e sorriu para ele.

Não faça por favor, isso aqui é mais importante. Disse aos sussurros em seu ouvido e olhando em sua volta. Todos estavam aos seus postos imaginando ao próximo assunto que tomaria todos os jornais das regiões dominadas por Lucius. E como isso tornaria uma guerra entre Lycans e Humanos. Claro... se Jane a atacasse isso não ia ajudar em nenhum dos lados a ficarem feliz.

  Mila abraçou Lucius e deu um beijo em seu rosto de um jeito carinhoso e voltou seu olhar a Jane.

Uma bostinha como você não pode, eu posso o que EU QUISER. Disse Mila devolvendo os insultos. Talvez nunca tenha conseguido por que nenhum homem te considerou boa o bastante para carregar os frutos deles.

  O rosto de Jane foi virando lentamente um borrão vermelho de raiva e Mila viu um brilho dourado vindo de seus olhos e Mila tentou seu melhor argumento.

Não adianta ficar irritadinha Jane. Sou sua futura Alfa, já que serei a futura esposa de Lucius. Mila disse dando um abraço cheio de intenções a Lucius e ele aceitou com todo o orgulho.

Isso é verdade. Concordou ele e Mila se sentiu melhor ainda.

  Antônio encarava Mila com a boca aberta sem palavras no seu vocabulário e Mila colocou sua mão sobre o ombro do homem.

Ela é temperamental como uma criança mimada de quatro anos, mas ela se acostuma. Disse ela ao homem como se ela conhecesse tudo sobre Lycans e tivesse vivido anos com eles, mas era só uma ótima amadora.

  Antônio deu um sorriso sem graça e saiu  voltando para sua mesa.
Jane saiu bufando para fora da festa quando Lucius deu a ela um olhar matador e ele puxou Mila em seus braços e deu um beijo rápido em seus lábios. Embora tenha sido rápido e casual, aquilo fez as bochechas de Mila ficarem em chamas.

Então quer dizer que minha humana está dando os primeiros passos do nosso relacionamento... Disse sussurrando em seu ouvido descaradamente. Lucius estava se divertindo como nunca, dava para ver só de olhar para ele. Ele parecia uma criança em um parque de diversões pela primeira vez.

Quando um Lycan não está fazendo nada... bem, alguém tem que tomar a coleira da relação. Disse provocando-o e ele percebeu.

hmmm. Coleira ?! Eu posso lidar com isso desde que você faça umas coisinhas antes...

  Mila sorriu para tentar esconder sua vergonha. Ela nunca tinha feito nada daquilo... Ela só tinha entrado na brincadeira, mas Lucius parecia começar a levar tudo aquilo a serio.

Não sei do que está se referindo... Disse virando seu rosto e dançando colado com ele, tomando cuidado para ele não ver sua expressão. Lucius aproximou seu rosto do pescoço dela e deu uma leve mordida, enviando arrepios para todo o seu corpo e Mila tentou disfarçar inutilmente o efeito que ele causava nela.

Olha os modos! Lobo pervertido. Ela sussurrou beliscando de leve a barriga de Lucius. Ele estava fervendo por debaixo da camisa, Mila podia sentir de longe o calor que seu corpo emanava. Aquilo era... bom.

  Lucius pareceu se divertir com tudo aquilo e não ligou a mínima para o que ela falava.

Vou ser um lobo bonzinho se você se comportar... Vou pegar leve com você no começo. Disse com seu hálito quente no pescoço de Mila. Vou ser o melhor... Suas mãos envolveram sua cintura a puxando para perto dele e ela podia sentir algo rijo entre as pernas de Lucius e ele tinha completo conhecimento daquilo.

Vou me tornar seu desejo de todas as manhãs... Lucius levou uma de suas mechas de cabelo ao seu nariz e sentiu seu cheiro. Depois a olhou fixamente em seus olhos.

Mas se você for má comigo , eu vou ser muito mal para você . Disse com um sorriso diabólico e só de imaginar o que ele poderia fazer com ela, Mila podia sentir suas pernas virarem gelatinas.

Acho que não me sinto bem. Disse ela e Lucius se tornou preocupado.

O que foi? perguntou preocupado e Mila sorriu para ele.

Minhas pernas... Estão estranhas.

 Lucius parou de dançar e olhou para as pernas delas, analisando para ver o que poderia ter acontecido.

Parecem boas. O que está sentindo?.

Mila sentiu seu rosto em chamas e disse.

Ah, elas estão um pouco dormentes eu vou me sentar lá fora.

 Disse saindo das vistas de Lucius e indo para longe, tentando não andar de forma estranha que pudesse revelar o que ela estava sentindo. Lucius a tinha deixado com as pernas gelatinosas e isso não era bom para ela, não no meio de uma festa. E ela estava.... bem, não seria bom ter aquilo em plena festa também.

  Mila se sentou na varanda vendo a lua e sentindo o ar fresco, sentindo uma esperança que aquilo fosse acalmar seu corpo e fazer com que seu sangue circulasse de forma correta nos lugares certos... Não demorou nem dois minutos e Lucius estava sentado ao seu lado espremendo o corpo dele ao seu na enorme cadeira de jardim que estavam.

O que você está fazendo? Disse ela tentando remover sua perna debaixo do corpo dele, mas quando conseguiu ergue-las Lucius agarrou suas pernas e colocou sobre seu corpo. Fazendo com que seu traseiro e suas pernas estivessem sobre uma parte comprometedora e totalmente desperta dele.

Eu preciso me acalmar um pouco. Venha aqui. Disse a abraçando e a trazendo para mais perto dele. Lucius descansou sua cabeça sobre o peito dela e ficaram por um tempo naquela posição sem entender como aquilo ia ajudar a acalmar os nervos de ambos. Até onde Mila sabia. Aquilo dentro das calças de Lucius estava muito longe de ficar calmo.

Lucius... Começou pensando numa boa desculpa. Alguém pode vir aqui e nos pegar nessa posição.

Ele deu de ombros e fechou os olhos calmamente.

Até onde eles sabem somos um casal muito apaixonado e loucos um pelo outro.

Ela não se conteve e teve que revirar os olhos. Lucius achava tudo aquilo divertido e estava aproveitando da situação para tirar umas casquinha, não que ela pudesse culpa-lo uma vez que ela mesma tinha dito que faria o mesmo.

Sem ter uma desculpa melhor ela decidiu contar a verdade.

Você está excitado?. Disse em forma de pergunta para ter certeza. Ela não saberia onde poderia enfiar a cara caso ele dissesse que estava normal, caso estivesse... Aquilo seria seu tamanho natural?! Ela não saberia como lidar com aquilo.

Estou. Disse movendo sua cabeça lentamente de modo que ela acabava se esfregando em seus seios. Ele a estava provocando. Agora ela tinha percebido. Mila mal podia acreditar no tanto que ela tinha sido ingênua ou burra.

Sua ereção não vai diminuir assim.

Lucius levantou a cabeça criando esperanças.

Se quiser dar um jeito eu fico agradecido.

Mila revirou os olhos e deu um sorriso.

Vou adorar Lucius.

Ele sorriu pronto para qualquer coisa.

Vou adorar dar um banho de agua fria em você . disse ela prometendo a si mesma que depois daquilo ela tomaria um também.

 Lucius sorriu divertido embora tivesse sido pego de surpresa.

Você esta sendo má.

E você disse que ia pegar leve.. mentiroso.

Lucius sorriu e beijou seu rosto, ao olhar para ele, era como se ele acabasse de fazer a maior descoberta de todos os tempos E Mila percebeu que ele tinha descoberto algo sobre ela.

Você ficou excitada! Você quis meu corpo, não é.

Mila tentou virar seu rosto , mas Lucius segurou seu rosto com suas mãos, a obrigando a encarar seus olhos. Ele estava serio agora, sem nenhum traço de brincadeira.

Me diz se é isso mesmo.

  Mila se zangou por ter que admitir algo daquele tipo para um homem que ela mal conhecia. E que talvez a visse apenas como um passaporte para a humanidade o aceitar.

Fiquei e dai? Mila respondeu encarando seus olhos e ficou surpresa quando Lucius agarrou sua cintura e lhe deu um beijo de tirar o folego. Justo na hora em que Jane tinha acabado de passar pela porta da varanda.


             
                                         



4 comentários :

  1. gente. ooooooo katy nao demora mas de postar nao q fico ansiosa. Obrigado kkkk. Bom dia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ^^ Bom Dia ! É, eu sou conhecida por demorar rsrs mas é por que normalmente as pessoas pedem historias diferentes, de livros diferentes haha. ontem eu escrevi esse capitulo e comecei a ler Blade Wolfpire para ver aonde eu tinha parado para continuar , por que estão pedindo para mim continuar,mas capitulo é o que não vai faltar.

      Excluir

* . Comente aqui o que você achou da postagem , se gostar vire seguidor do blog. * sua presença é muito importante.