Meu Vizinho Lobo - 5 Capitulo

                                     
             


                           5 Capítulo:
    Enquanto Lucius entrava no banho sem fechar a porta atrás de si, Mila tentou fingir que não estava nenhum pouco curiosa em vê-lo. Na verdade ela até poderia imaginá-lo . Não muito musculoso, mas o bastante para chamar a atenção de qualquer mulher..; Com poucos pêlos visíveis no corpo, sorriso de matar, olhos azul gelo hipnotizantes, atitude descarada...


    Mila teve que se conter para não imaginar mais nada além daquilo, pois teria problemas caso ele acabasse sentindo o tal cheiro que ele insiste em dizer que ela está no cio!

  Ela ouviu cada som, cada resmungo e cada movimento que ele fazia e decidiu que era melhor fingir que estava dormindo para acalmar sua inquietação. Ela mal sentiu quando caiu no sono. Quando acordou, Lucius tinha posto a poltrona ao lado da cama e tinha sentado nela aproveitando para tirar umas fotos com o celular dela! Ela mal podia acreditar naquilo !

  Lucius sorriu descaradamente enquanto a encarava e parecia satisfeito com alguma coisa em particular. Depois de alguns segundos ela olhou para si mesma para ver se tudo estava escondido de suas vistas. Nada parecia fora de lugar e a camisa dele cobria suas partes perfeitamente. Ela não entendia o que ele estava achando de tão engraçado, até perceber que ele provavelmente estava fuçando as fotos dela.

Isso é meu. Disse ao lobo em sua frente. Ele não pareceu ligar, pois deu de ombros novamente e apertou alguns botões.

Sabia que o melhor jeito de conhecer pelo menos o básico de uma pessoa, é mexendo em seu celular?!

Imagino. Disse ela a contragosto.

 Lucius mexeu mais um pouco e riu de alguma coisa.

Você gosta de rock não?! Disse colocando na lista de reprodução do Linkin Park. Ela não sabia onde ele estava achando graça. As musicas deles eram ótimas e algumas eram incrivelmente românticas.

Você tem amigos estranhos. Disse ele mostrando uma foto a ela. Era a foto de um passeio no seu ultima ano escolar. Eles tinham ido a um parque de diversões todos fantasiados. Você está tão bonita nessa fantasia que me deu vontade de pular em você. É isso que os lobos fazem quando acham sua presa. Disse a ela. Isso por que, por ironia do destino ela tinha ido de chapeuzinho vermelho.

 Lucius guardou o celular em seu bolso da calça sem ao menos ligar se ela queria ou não o celular de volta e se virou para ela.

Acho que no lugar de minha humana, talvez te chame de minha chapeuzinho vermelho. O quê pensa disso?

Que você é um sádico e que futuramente suas bolas estarão em chamas.

  Ele riu de seu descaramento e ela se irritou um pouco. Sua vida estava uma bagunça, até seu cachorro Brad a havia traído e até agora nada de noticias dos seus pais... Isso se eles tinham mesmo ido a procura de noticias dela.
Lucius levantou e pegou o vestido que havia dado a ela ontem a noite e colocou sobre a cama.

Experimente. Preciso ver como fica.

Por que?

                  ******
   Por quê ele estava excitado de tanto ficar olhando as coisas de sua humana. Ela sempre parecia sexy como o inferno e ao mesmo tempo tão inocente, frágil e delicada que até doía. Isso fez Lucius se lembrar que ela tinha dito que ele sofreria com as bolas em chamas. Era justamente assim que ele se sentia. Talvez se ele pudesse se aliviar um pouco...

      Ele clareou sua cabeça e se focou nela. O vestido não poderia ficar curto ou mostrar demais. Ele não queria ninguém indo atrás de sua humana. Ele também não queria contribuir para que isso acontecesse.

Comprei só de vista, mas não sei se vai dar certo. Ele pode ficar curto... ou outra coisa. E não quero ninguém tirando fotos suas assim.

Mila pareceu entender, pois foi ao banheiro se trocar. O que tinha sido uma pena. 
   Ele adoraria descobrir o que ela tinha debaixo das roupas, descobrir seus mistérios...Tudo bem. Ele pensou. Ele tinha que se focar, sua parte lobo já era selvagem por natureza, a ultima coisa que ele precisava era ter sua parte lobo pervertida pulasse em cima da humana. Mas era difícil. Ele podia sentir alguma coisa... Ele estava sentindo algo forte. Sua parte lobo estava na beirada, ele sabia que seus olhos provavelmente estavam com um brilho sobrenatural. Ele tinha que ser cauteloso...

Depois de uns minutos nada de sua humana...

Por que a demora? Comprei muito pequeno? Perguntou se arrependendo do modo que tinha feito a pergunta. Mulheres humanas eram muito sensíveis quando o assunto era sobre seu peso. Ele não achava sua humana gorda, longe disso.

Não é isso.... Disse ela e ele sentiu um certo nervosismo em sua voz.
A curiosidade do lobo dentro de si foi maior que seu auto controle. Pois Lucius se encaminhou para a porta do banheiro e com ela ainda fechada perguntou:

Qual é o problema?

   Ele sentiu ela respirar forte e um cheiro forte de maçãs pairou no ar. Sua humana estava com vergonha. Quando ela não respondeu ele decidiu tomar uma atitude. Lucius nunca teve paciência com timidez. Então ele simplesmente avisou.

Bem... Já que você não vem, eu vou entrar.

  Não tinha dado tempo nem para sua humana bloquear a porta e Lucius já estava dentro. O que não era difícil de se imaginar já que ele era o Alfa e como todas as criaturas sobrenaturais ele tinha uma força sobre humana.

   Mila o olhou com o rosto em chamas e tentou inutilmente encontrar algo que escondesse seu corpo.

Que diabos! Lobo pervertido.

    Ele deu uma boa olhada em sua humana e ficou atento aos detalhes que podiam ou não transformar a noite dele na noite mais infernal de sua vida. As curvas dela ficaram em evidencia naquele vestido, sem dizer tentador. A cor vermelha já chamava a atenção por si só. O caimento era perfeito e seu seios.. Bem. Digamos que Lucius queria trancá-la no quarto e passar uns dias a sós com ela, mas isso era impossível com tanta coisa para se resolver. A parte ruim era que se já estava difícil para ele, imagina para seus homens ! Com certeza a sua noite ia ser infernal até a hora em que a festa terminasse.

Está perfeito. (Para mim, não para os outros.) Pensou ele sozinho. Não precisa ter vergonha. Vai ter umas 50 moças de vestido lá. Disse para acalmar mais a si mesmo do que ela. Era difícil de imaginar alguém mais perfeita que ela naquele vestido.
    
     Lucius saiu do banheiro a deixando sozinha para seu próprio bem e deixou o café da manhã sobre a cama. Ela tinha que ter seu tempo sozinha até a hora em que os convidados chegassem. Seu plano era fazer um grande almoço e um grande baile , mais um jantar. Assim a casa estaria cheia o dia todo e a mídia veria que os Lycans eram perfeitos para serem donos e proteger aquela região, sem serem incomodados ou perseguidos. Não que perseguição fossem um problema para eles, na verdade, aquilo era até divertido para os Lycans pois eles adoravam caçar suas presas, principalmente quando o assunto se tornava pessoal, pois eles eram uma raça muito leal e ao mesmo tempo rancorosos.
  
    Pensar nos preparativos ocupou sua cabeça por algumas horas, mas depois ela tinha voltado a invadir sua mente. Quando ele se questionou o por que daquilo que ele percebeu. Já estava na hora. Na hora de todos colocarem os olhos nela.
Isso ia ser um dia difícil. Ele não fazia ideia do quanto.
                                                     
                                      *****
Mila tinha passado horas tentando ocupar sua cabeça até a hora em que Lucius decidiu a levar para dar um passeio pela sua mansão, ou quartel general já que todos os seus homens lobo também moravam lá. Ele estava frio como um Iceberg e provavelmente de mal humor. Quando ele pegou sua mão e a dirigiu até o salão principal ele se sentou numa mesa e puxou uma cadeira muito perto da dele. 
     Quando ela se sentou ao seu lado ele a abraçou e a puxou para si de um jeito possessivo. Ela não sabia o que estava acontecendo com ele hoje, mas com certeza Lucius estava agindo estranhamente.

     O salão estava cheio de gente, tanto Lycan como humanos. Alguns ela até conseguia reconhecer da televisão, outros ela só conhecia de vistas quando andava pela cidade. Ninguém do qual ela pudesse conversar para se distrair.

    Alguns olhavam para ela com certo interesse, mas isso podia se dar ao fato dela estar do lado do Alfa e de ele estar no modo possessivo sobre ela. Isso estava chamando a atenção mais do que a decoração do salão. Ela até podia quase ler seus pensamentos, podia saber as perguntas que eles gostariam de fazer. Perguntas que ela não queria responder.

Você está mais estranho hoje. Lobo pervertido. Disse ela tentando começar uma conversa.

Lucius retribuiu com um sorriso e gesticulou com os lábios. “ Queria passar umas horas sozinho com você, minha chapeuzinho vermelho”.

   Ela podia sentir seu rosto queimar e ele se aproveitou disso para deixa-la sem graça.

Ter você somente para mim. Ele sussurrou suavemente em seu ouvido, mandando arrepios para todo seu corpo. Para fazer coisas pervertidas com você.

  Ela não conseguiu esconder os efeitos que isso causava em seu corpo e Lucius riu a abraçando para mais perto de si, divertido.

Adoro quando você fica assim. Vou fazer isso sempre que possível.

Mila revirou os olhos inutilmente. Ela sentia alguma coisa pelo homem lobo e não dava para negar, então ela tentou mudar de assunto quando um dos repórteres que ela conhecia de tv ficou olhando para ela. Fixamente, sem piscar nem nada. Aquilo era apavorante. Ela nunca tinha sido o tipo de pessoa que gostava de ter olhares fixos sobre ela, mas algo dizia que aquele em especial não era bom. Pois nem mesmo Lucius, O lobo pervertido tinha aquele olhar em seus olhos. Como se ela realmente fosse uma espécie de alvo.

 Mila abraçou Lucius e tentou sussurrar o mais baixo o possível no ouvido dele.  Tudo parecendo como se eles fossem um casal. Talvez assim o outro homem parasse de olhar para ela daquele modo.

Tenho mesmo que ficar aqui? Se for para receber esses olhares prefiro aceitar a oferta de passar umas horas com você.  disse se sentindo meio derrotada. Ela não queria se entregar tão facilmente sem ver Lucius perder a pose, mas mesmo assim, qualquer coisa era melhor do que virar presa da sua própria espécie.

Por mais tentador que seja essa oferta...Ele sussurrou passando a mão por de trás de sua cintura. Também sou obrigado a ficar aqui, então por que não aproveita um pouco de mim enquanto tenho que manter a pose.

Eu não ia conseguir me segurar se você tivesse dito isso enquanto estávamos a sós.

 Mila desviou os olhos do rosto de Lucius para que seu rosto não a denunciasse e 
viu o repórter se levantando de sua mesa, e ela estava certa como o inferno de que ele iria sair de lá e vir até a mesa de Lucius. Para tentar obter qualquer coisa que pudesse comprometer a integridade da raça Lycan.

     Não que ela quisesse proteger Lucius...mas até agora ele foi integro. Um pervertido, mas integro. Ela disse não as suas cantadas e ele tinha aceitado. Até a cama dele ele tinha desistido para que ela ficasse confortável. Então ele não podia ser considerado mal. Talvez irritante, mas mal não. Então ela decidiu que ia dar uma forcinha a ele no que precisasse.

Por que tenho a impressão que eles pensam que somos um casal. Ela Perguntou num sussurro e o encarando. Lucius não ligou para pergunta e sorriu dando um beijo em sua bochecha.

Não é obvio?! Somos loucos um pelo outro, você que não quer assumir.

   Antes que pudesse responder a altura o repórter se aproximou e cumprimentou a mão de Lucius. Quando fez isso, discretamente Lucius torceu o nariz rapidamente como se estivesse com vontade de espirrar. Talvez ele não gostou de algo no homem. Ela pensou.

Olá senhor Lycanus.

Olá... Lucius começou fingindo não saber o nome do rapaz e ele mesmo teve que responder.

Antônio Barreto. Sou repórter do jornal NA ( Noticias Agora).

   Lucius abriu um pouco os olhos e sorriu de um jeito cortes fingindo achar o jornal importante.

Sente-se Disse gesticulando com a mão direita para Antônio, mas a sua esquerda ainda estava agarrada em sua cintura, e tinha a impressão que ficaria ali até o termino de suas obrigações.

E essa bela moça é?  Perguntou como quem não quer nada, mas ela já sabia no que ia acabar.

 Lucius respondeu por ela.

Minha futura esposa. Mila Trevinus Lycanus.

  Ele arregalou um pouco os olhos e Mila sentiu uma certa repreensão nos olhos do homem, provavelmente ele não tinha gostado muito. Provavelmente ele era preconceituoso. Um idiota.

Não sabia que quando vocês criam um laço com uma fêmea, vocês também trocam seus sobrenomes. Como se estivessem casados...

  Lucius deu ombros como sempre ela tinha visto e respondeu de um jeito educado.

Só fazemos isso quando temos a intenção de ficar o resto de nossa existência com nossa fêmea escolhida.

  Ela queria rir, pois Lucius estava fazendo com o homem exatamente o que fazia com ela. Dizendo palavras bonitas que encheriam o coração de qualquer moça. Mas ele não estava fazendo isso para satisfazer as curiosidades do repórter e sim para ver as reações dela. Isso era quase... Apaixonante.

O que a Senhora acha disso?

Mila tentou fingir que ele não a tinha chamado de senhora e respondeu a ele como se estivesse respondendo as expectativas de Lucius.

Qualquer coisa que Lucius ache bom, estou de acordo. Eu não ligo para sobrenomes desde que eu esteja com quem gosto.

  Ele não pareceu satisfeito com a resposta como Lucius, então ele decidiu apimentar um pouco as perguntas.

A senhora poderia me dizer quais são as diferenças entre Lycans e humanos?
Lucius apertou um pouco sua cintura e parecia meio tenso. Talvez estivesse louca, mas ele parecia com certo ciúmes só de imagina-la com um humano.

Desculpe, não intendi a pergunta. Disse educadamente, então o homem explicou.

Nossos telespectadores querem saber as diferenças tanto sentimentais como física de certas espécies.

 Ela pensou numa boa resposta. Tanto lobos quanto humanos estavam olhando para ela e para ter onde se firmar, ela segurou a mão de Lucius por debaixo da mesa. Ele estava atento em tudo sobre ela.

Até agora vi que eles são muito...intensos. São sinceros . ─ Disse se lembrando de Lucius dizendo a ela que ela estaria no cio e de seu irmão perguntando se Lucius teria ela somente para ele.

Eles são ágeis , fortes, e íntegros.

Íntegros? Perguntou duvidando. Antônio parecia que queria discutir sobre o assunto, mas não faria isso com medo de perder a cabeça.

Sim. Respondeu irritada. Como nenhum humano que eu tenha chegado a conhecer fora meus amigos.

    Ela ouviu uns humanos resmungarem baixinho e provavelmente os Lycans estavam ouvindo tudo. Eles pareciam quase surpresos com as atitudes dela, menos Lucius. Ele parecia deslumbrado, como se ela tivesse dito em alto e bom tom ‘ Sou louca por esse cara’.

  Antônio não parecia estar se sentindo muito bem, mas mesmo assim quis prosseguir.

A diferença entre eles e humanos são grandes? Saberia me dizer algo sobre a anatomia deles? Lucius nunca chegou a te machucar... ou se transformar em algum momento inoportuno ?

 Lucius parecia irritado e a ponto de esfregar a cabeça do homem sobre a mesa, mas ela segurou sua mão e olhou para ele com esperanças que ele lesse seus pensamentos. ‘ Confie em mim’. Ele pareceu contrariado, mas mesmo assim fez o que ela queria.

A diferença pode ser grande por causa da força ou algo do tipo, mas não saberia dizer. Nunca estive com um humano intimamente falando, além do mais nunca vi a transformação de Lucius e ele me trata como se fosse uma princesa. Ele tem um autocontrole grandioso. Se eu fosse uma Lycan não teria esse poder. Não trocaria o MEU LYCAN por nada.

Sim . Mila sabia que ela havia dito meu Lycan, exatamente como Lucius fazia, mas era exatamente isso que ele queria não?!

  Lucius se levantou da mesa e apertou a mão do rapaz.

As perguntas acabaram por hoje, aproveite o almoço. Disse de um jeito tão encantador que faria até os mais homens do homens se derreter por ele. Aproveite e fique a vontade, mas se não for pedir muito , quero que nos dê licença pois quero passar esse dia importante com minha mulher.

E sem mais delongas ele se retirou e os deixou em paz finalmente. Mas quando finalmente estavam sozinhos, Mila podia sentir o olhar brilhante dos olhos de Lucius sobre ela. Aqueles olhos incrivelmente azuis gelo. Ele estava parecendo uma criança que tinha ganho seu presente de natal adiantado.

por que você fez isso? Perguntou surpreso.

Mila deu de ombros e disse:


Me deu vontade.

             
                                      

8 comentários:

  1. Amando o Lucius em 3...2...1..
    Ta mto bom Kathy *-----------------*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada ^^ eu tambem amei o Lucius desde o momento que o imeginei. ele é bem crianção quando está perto da Mila.

      Excluir
  2. Amo cada vez mais esse lobo pervertido, e a Mila também esta sendo incrível . Amando a historia cada vez mais

    ResponderExcluir
  3. Amei!!!!!!!!
    Mal posso espera pelo próximo capítulo!!!!!
    Ainda não consegui decidir qual gosto +... Esse ou o da Ceifadora!!!
    Esperando ansiosa o próximo capítulo!!!
    Beijos!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada ^^ que bom que gostou. to aproveitando meu tempo livre esses dias para por o blog em dia kkk O da ceifadora ja ta no fim. Quando eu terminar o do A Maldição dos wolf. eu volto a postar o da A Ceifadora

      Excluir
  4. oi boa noite. amei muito , amo quando tem historias assim. .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tambem gosto muito. Acho que esse vai ser um livro grande rsrs , por que não consigo parar de pensar em cenas para esses personagens

      Excluir
    2. nem para ser grande mesmo .pq quando o livro é bom q bate aquela curiosidade ou aquela imaginação. tem q ser grande kk;

      Excluir

* . Comente aqui o que você achou da postagem , se gostar vire seguidor do blog. * sua presença é muito importante.