Guia Para Garotas Contra Zumbis - 7º Capítulo - Algo... Não está bem.

domingo, 30 de março de 2014
                                


   Depois que minha amiga e Ian saíram em busca dos pais dos meninos, Dylan começou a ficar estranho, mais do que o normal.

     Quando estávamos todos juntos ele tinha mania de ficar me cantando e falando bobagens, ou demonstrando sua masculinidade exterminando zumbis que passeavam pela rua. Mas depois que seu irmão e minha amiga saíram durante horas, ele ficava resmungando para si mesmo.

     Na minha opinião , ele gostava dela e agora que estava vendo que ela não dava mais importância para ele, ele havia percebido o real valor dela.

   Tentei pensar em algo para dizer á ele, mas ele se levantou da mesa e me deixou sozinha olhando para fora vendo se algum zumbi ou sei lá o que seja aquelas coisas, entrariam na casa. Depois de uns minutos decidi ir atrás dele para obriga-lo a ficar comigo, pois eu não sabia usar uma arma e não saberia o que fazer caso algo invadisse. O procurei por todos os cantos da casa e não o encontrei.

  Sabendo que ele não sairia da casa numa situação daqueles tentei procurar novamente até que vi uma porta com uma longa escadaria que levava para baixo da casa, um porão. Entrei silenciosamente com medo de encontra-lo morto ou estranho e que acabasse por ele mesmo me atacar, mas nada aconteceu. Quando cheguei ao fundo tive que andar reto por um corredor que ficava ocultado por outra porta e quando entrei, avistei Dylan ajoelhado num canto. Estava escuro, mas dava para enxergar pouca coisa. Somente uns vultos em volta de Dylan.

─ Olha só a burrada que eu fiz. ─ Disse ele apoiando sua cabeça na parede. ─ Não sei como desfazer isso. ─ disse se repreendendo .

Ele deveria estar se culpando por ter agido de forma tosca com minha amiga Annabeth e agora estava pensando em suas burradas.
 Pelo menos foi isso que pensei até ve-lo acender uma vela vermelha como sangue em sua frente e logo pude ver que os vultos em sua volta eram caveiras.

   Dylan não só estava agindo estranho, como eu tinha certeza que ele estava praticando magia, sem duvida, para reconquistar Anna. Eu só precisava esperar que ela chegasse para contar a ela. Isso podia explicar muita coisa, por exemplo: Aquela garota que havia atacado os caras da reforma, ela havia saído com ele! Com certeza Dylan havia feito alguma burrada e ela havia pirado com aquilo, agora minha amiga seria a próxima vitima.

Sai de lá do mesmo jeito que entrei e fiquei parada na cozinha chocada, pensando em como agir quando Dylan decidisse sair daquele buraco do mal e vir até mim.

                                          *******

   Estávamos na estrada indo a mais de cem por hora, Iam estava no limite e seu pai o estava enchendo com perguntas.

─ Ela estava bem! Como ela pôde ficar assim? ─ Ele perguntou chocado.

Ian fez pressão em seu maxilar e dava para ver que ele queria jogar a merda para o ventilador e dar um foda-se ao mundo, mas ele juntou o resto das suas forças para responder ao seu pobre pai.

─ Não sei...mas vou dar um jeito.

Os olhos do pai dele estavam vermelhos de tanto chorar e mal dava para entender as perguntas dele. Chegou num ponto que eu parei de deixar que Ian responder e respondia eu mesma.

─ Por que isso está acontecendo? ─ Perguntou confuso. ─ Todo mundo ficou estranho de um hora para outra.

  Eu me ajeitei no meu banco de modo que eu pudesse encará-lo .

─ Vamos descobrir logo, não se preocupe. ─ Disse tentando dar o meu melhor, mas ele me olhou incrédulo.

Como uma pessoa diz que tudo vai ficar bem, para não se preocupar quando tudo está um caos? EU SEI!!! É idiotice, mas perder a calma não ia melhorar as coisas. Calma é tudo e isso é o que mais as mulheres tem. Nos controlamos e aguentamos tudo até chegar aqueles dias, aqueles dias onde ficamos frágeis e cansadas de aguentar tanta merda.

─ Sua mulher está segura e trancada, nada vai machuca-la e além do mais, por algum motivo eles tem mais interesses em pessoas diferentes deles, como nós.

Ele se acalmou enquanto voltávamos para casa deles e quando chegamos lá, meu traseiro dava graças a deus.

Entramos e Ian ligou a segurança novamente , ele foi atrás de Dylan que estava na cozinha e os dois subiram com seu pai para cima, para ter uma conversa em família e fiquei sozinha com minha amiga, mas ela não me parecia feliz. Bem longe disso.

─ Parece que você viu o demônio ─ Disse apegando pelo braço e a fazendo sentar no sofá. Seu rosto estava branco e ela parecia a beira de um colapso .

Suas mãos estavam tremulas e ela olhava a cada segundo para as escadas para ver se alguém descia.

─ Você está estranha. ─ Disse me sentando um pouco afastada dela, caso ela decidisse ficar violenta e me atacar. Mas ela limpou a garganta e começou a falar e me acalmei momentaneamente.

─ Vi Dylan fazendo algo estranho hoje. ─ Começou ela, mesmo sabendo que Dylan sempre foi estranho.

─ Diga algo que não sei. ─ Disse revirando os olhos e ela me olhou serio.

─ Acho que ele está praticando magia negra.

Arregalei meus olhos e queria saber de onde ela havia tirado aquelas coisas.

Ela olhou para a escada novamente e começou a contar sua historia.

─ Ele ficava resmungando sozinho e dizendo que tinha feito uma burrada, pensei que estava falando do modo que tinha tratado você . ─ Disse ela e me aproximei ouvindo seus sussurros e ficando de olho caso Dylan descesse. ─ Tinha vultos em volta dele no porão, numa porta que tem lá, bem escondida. Ele acendeu uma vela vermelha e eu vi que os vultos eram caveiras. Eu não sei o que ele esta fazendo, mas não é bom. Principalmente para você .

Eu acenti com a cabeça e ouvimos sons de passos descendo as escadas.

Dylan, Ian e o pai deles desceram as escadas e Ian nos avisou da novidade.

─ Vamos descansar. Amanhã todos nós voltamos para lá para buscar nossa mãe.

Minha amiga e eu nos olhamos e fui imaginando a merda que isso ia dar. Ainda mais agora com Dylan e seu novo hobby.

  Não bastava zumbis, tinha que ter magia negra também.


            
                              

Nenhum comentário :

Postar um comentário

* . Comente aqui o que você achou da postagem , se gostar vire seguidor do blog. * sua presença é muito importante.