[ Resenha ] A Bela e a Fera - Amy J. Fetzer

quinta-feira, 27 de junho de 2013
A Bela e a Fera -
(Taming the Beast  Momentos Intimos 
 A Bela e a Fera
Ela se apaixonou por um homem cujo rosto não podia ver…

Laura Cambridge foi contrada para trabalhar como babá da filha de Richard Blackthorne. os rumores sobre aquele homem que vivia em reclusão não assustavam Laura… Sua experiência como vencedora de concursos de beleza ensinaram-lhe que o verdadeiro valor de uma pessoa não estava na aparência exterior. Mas o coração de Richard estava tão despedaçado quanto seu rosto…


     Para Richard, a linda e doce Laura era uma tentação e uma tortura, e ela não tinha medo dele… Ao contrário, insistia para que ele saísse de seu esconderijo e vivesse uma vida normal. E Richard sabia que estava apaixonado… tanto quamto Laura acreditava estar. Mas o que aconteceria … quando ela visse seu rosto?



    Quando comecei a ler esse livro não dava nada por ele, mas no decorrer da história ela começa a melhorar . Laura Cambridge é linda, tem belos olhos verdes e é muito maternal. Talvez por que ela tenha muitos irmão e nasceu numa família muito humilde do qual o pouco era o suficiente, e por causa do seu trauma em relacionamento.  Laura participava de concursos não por causa do seu ego, mas por causa de ser um ótimo meio de ganhar dinheiro e bolsas de estudo assim podia estudar, ajudar sua familia e ter uma vida melhor. Por ter um currículo invejável e ter um habilidade com crianças, Laura é contratada por Richard para cuidar de sua filha Kelly que tem apenas 4 anos e acabou de perder a mãe. ( ex- mulher de Richard. )

 Laura Cambridge ergueu o olhar para o castelo de pedras cinzentas e imaginou o que
encontraria lá dentro. O príncipe encantado ou o dragão? O dragão provavelmente imaginou, se fossem verdadeiros os boatos que ouvira do pessoal da cidade...  

    Richard é um homem muito reservado que não tem desejo nenhum em revelar suas marcas para ninguém até Laura chegar e literalmente fazer de tudo para que ele de as caras e venha dar atenção para sua filha Kelly. Afinal, Para Laura logicamente ela não pode ficar lá e cuidar da filha dele para sempre. 
     E Richard jogar os títulos de beleza na cara da mocinha não ajuda muito...

- Olá. Sou...

- Laura Cambridge, eu sei - interrompeu ele. - Quase trinta anos, solteira, cursou a universidade, criada em Charleston, ex-miss Carolina do Sul, miss condado de Jasper, miss Festival do Camarão.
Ela podia jurar que havia um tom de zombaria na voz dele.
- Será que esqueci alguma coisa?
Bem, então era ele o misterioso recluso, pensou, olhando para a sombra na escada.
- Esqueceu de dizer: ex- funcionária do Departamento de Estado, professora da escola da embaixada, e lingüista, fluente em italiano, farsi e galês.
- Mas sabe cozinhar? - perguntou ele, num galês impecável.
- Não estaria aqui, se não soubesse. - Ela cruzou os braços e observou a figura masculina, alta e forte, delineada pela luz que vinha do abajur, e que permitia ver apenas a calça preta e os sapatos. A mão dele apoiava-se no corrimão, e um anel com sinete, de ouro, brilhava refletindo a luz. Que mãos grandes, pensou Laura, mas logo falou: - Será que tenho um site com todas as minhas informações e não estou sabendo? - O que mais saberia sobre ela?

- As telecomunicações são um recurso fascinante.
- É verdade. Mas não precisa dizer o número do meu sutiã, nem quando perdi os pompons de chefe da torcida quando estava com Grady Benson.
- Foi só isso que perdeu? - O tom grave pareceu percorrer cada centímetro da espinha de Laura, e isso a irritou profundamente.
- Procure na Internet  

Mas com o passar dos dias ambos começam a sentir algo pelo outro e Richard tem medo de se expor e ter seu coração partido por alguém que ele ama ( de novo ) Pois sua Ex. Depois do acidente que Richard sofreu mal conseguia toca-lo e olhar para seu rosto.


Ele era misterioso, intenso.

O que a atraía não era a solidão dele, nem a amargura. Era o homem que sofrera muito, mas sobrevivera. Que não deixara ninguém se aproximar. Laura viu a sombra da cabeça dele aproximar-se e soube que desejava beijá-la. E quase desejou que o fizesse.

 Richard apoiou as costas na porta e fechou os olhos, a imagem de Laura presa em sua
mente, recusando-se a deixá-lo em paz. Era a criatura mais linda que já vira. O tipo de mulher que fazia as cabeças virarem, os homens tropeçarem e as mulheres morrerem de inveja. E só de fitar os lindos olhos verde jade, cada cicatriz parecia doer como se fosse recente. Era como colocar um doce apetitoso na frente de um homem que morria de fome.
Oferecer-lhe a iguaria, da qual nunca poderia sentir o gosto.

  Mas dai o dilema: Ele a ama? E quando as pessoas da cidade o aceitarem... será que ele ainda vai querer Laura por perto? Será que ele a ama por causa de sua beleza que ele ainda insisti em lembra-la?!

     Eu adorei o livro, muito fofo, romântico e tem partes engraçadas. Gostei muito da mocinha, pois ela não quer que Richard goste dela só por causa da beleza , pois mesmo sendo bonita ja teve o coração partido por seu noivo Paul, que apenas queria exibi-la como um troféu enquanto mantinha uma amante. Então ela não da o minimo para isso. Ela só quer que as pessoas vejam além de sua beleza e Richard quer que alguém veja algo mais que suas cicatrizes. Ambos os personagens tem um trauma causado por pessoas que eles amam e ambos precisam se ajudar a curar essas feridas.

                                                                    

                                                      logo Skoob

             
                         

2 comentários :

  1. Olá, adorei o seu blog vc escreve muito bem, queria convidá la a ler meus livros não são do mesmo gênero, mas garanto que chamaram a sua atenção.
    donskedar.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

* . Comente aqui o que você achou da postagem , se gostar vire seguidor do blog. * sua presença é muito importante.