[ Resenha ] Reformed Vampire - Catherine Jinks

sexta-feira, 8 de março de 2013


"Reformed Vampire – Grupo de Apoio ao Vampiro" é uma história diferente de tudo o que você já leu sobre vampiros. Na verdade, você vai conhecer o lado real de ser um vampiro, aquele que ninguém conta! Eles estão quase sempre doentes ou com dor, e se reúnem em uma espécie de terapia de grupo
para discutirem seus problemas e como controlar seus instintos, ou seja, o desejo de sair mordendo pessoas. Nina tornou-se vampira quando tinha apenas quinze anos, e não envelheceu um dia desde então. Mas também não teve um dia sequer de diversão, já que sua rotina isolada dentro de casa é incrivelmente chata, sem poder fazer o que realmente tem vontade. No entanto, tudo vai mudar na vida dela e de seus amigos vampiros quando um membro do grupo é morto de forma misteriosa. Tendo sua identidade ameaçada, terão que sair à caça do assassino, e logo se descobrirão em uma disputa contra lobisomens. Será que vampiros tão frágeis poderão vencer uma batalha como esta? Sangue, desejo e instinto vem à tona com uma bala de prata no peito, estopim de uma batalha em busca da identidade.

logo Skoob

Sobre a Autora :Catherine Jinks 
Catherine Jinks nasceu em Brisbane em 1963, cresceu em Sydney, na Austrália, e em Papua, na Nova Guiné. Estudou História Medieval e sua paixão pela leitura a levou a se tornar escritora.

Seus livros para crianças, adolescentes e adultos foram publicados no mundo todo e ganharam vários prêmios como o Livro do Ano do Children’s Book Council of Aus­trália, o Victorian Premier, o Aurealis para ficção científica e o Australian Ibby, entre outros. Atualmente vive em Blue Montains, no estado de New South Wales, na Austrália, com o marido, o jornalista canadense Peter Dockrill, e a filha Hannah
.

nina"Eu ainda pareço ter 15 anos. Eu ainda tenho 15 anos, no final das contas, desde que parei de envelhecer em 1973. Como o resto do nosso grupo, tenho que me contentar com uma existência muito limitada: nunca conheci estranhos, passo noites inteiras largada em frente à TV e cuido do meu negócio on-line (meus livros não são grandes best-sellers. Quer dizer, não sou uma Stephenie Meyer nem nada!), mas consigo me virar." Nina.
casimir kucynski
Casimir Kucynski era um canalha. Tudo o que fazia era sair para falar sobre os “bons e velhos tempos”, quando se podia comprar os próprios negros (“o sangue dos negros é encorpado”, lembrava-se, estalando os lábios e sorrindo como uma caveira). Casimir foi o primeiro a trazer a infecção a este país.
sanford
A maioria dos vampiros que conheço já mudou a identidade ao menos uma vez, e Sanford já tinha feito isso duas vezes. Apesar da careca e do bigodinho – e da preferência por ternos de três peças e relógios de bolso –, você jamais imaginaria que ele tem 140 anos.
gladys
Gladys cheira a hippie, porque está sempre tratando seus numerosos problemas de saúde com novos óleos milagrosos, exercícios ou técnicas de meditação. Ela até parece um hippie, com suas miçangas e xales e longas saias que farfalham. Como foi infectada em 1908, ela não suporta mostrar as pernas; as damas não faziam esse tipo de coisa naquela época.
horace
(Quando foi mordido por Casimir) era um jovem aspirante a arqueólogo quando retirou as bandagens de Casimir, no porão úmido do museu, cem anos atrás. Claro, é possível que Horace fosse um tanto infame antes mesmo de se tornar um vampiro, mas eu duvido. Acho que ele mudou depois que o Casimir o mordeu. Não acredito que o mocinho de 21 anos daquela foto pudesse jamais considerar a ideia de fazer dinheiro com fraudes baratas na internet.

bridget
Está sempre tricotando. Ela tinha 82 anos quando foi infectada, então não há muito mais que possa fazer. Até mesmo subir escadas pode ser um problema para Bridget, por causa das juntas do quadril.
George foi morar com Horace Whittaker por volta de 1961. A casa que ambos compraram era espaçosa e com adega, um velho jardim de inverno e seis quartos enormes; assim, servia perfeitamente para criar porquinhos-da-índia. George descobriu um jeito novo de ganhar dinheiro, o resto de nós ficou tranquilo por ter uma fonte confiável de animais vivos para se alimentar.
padre ramon



Padre Ramon é o aconselhador do nosso grupo. Apesar de não ser vampiro. É um homem decente e isso está na cara dele. Com sua figura sólida, sua cabeça grisalha e seus grandes olhos castanhos, ele parece um labrador, envelhecido e cansado, mas não desiludido. Ele gasta um bom tempo visitando doentes, portanto, não foi surpresa alguma ele ter sentido pena de um vampiro em 1973.



Dave Gerace é o único vampiro do nosso grupo que pode dirigir. Quando ele foi infectado, em 1973, já fazia dois anos que tinha carta de motorista (ele a tirou quanto tinha 17 anos e,desde então, consegue renová-la regularmente, por meio de vários estratagemas astutos e questionáveis).



 Resenha : 
     No começo achei o livro meio paradão , mas depois fui gostando e me surpreendendo no decorrer da estória. Nina é uma vampira que vive suas aventuras  através de sua imaginação, onde uma super vampira sexy chamada Zadia Bloodstone  combate o crime e conquista corações e pescoços . Uma coisa que me chamou a atenção é que ele é super diferente de qualquer estória sobre vampiros que eu já li . Eles não são fortes, vivem doentes por serem sensíveis a luz e até alguns tipos de sangue . Por exemplo: eles não podem beber sangue de certos animais sem por suas saúdes em risco.

"Levantei meus óculos de sol para ter uma visão melhor das festividades. Seria só uma olhadela rápida. Mas Sandford quase arrancou minha cabeça.
- Nina! - ele berrou. Há faróis em todos os lugares! Você quer que seus olhos comecem a sangrar de novo?
   Bem-vindo ao meu mundo. É o tipo de lugar onde você não pode fazer a coisa mais simples sem se arriscar ater uma baita hemorragia.

      Estou cansada disso ." - Nina

Viu  ?! Totalmente diferente de qualquer estória que você já leu sobre vampiros.

    Tudo parece bem, sem emoção até um integrante do grupo de apoio ao vampiro ser morto e a unica pista ser uma bala de prata perdida no local. Todos começam a pirar e tentar descobrir o que esta por trás de tudo isso e como vão lidar com isso . Depois de obter nomes e um possível suspeito , Nina , Dave e um padre acabam presos numa prisão onde vive um lobisomem ! Isso mesmo ! E tenho que informa-los que no livro 2 é sobre lobisomens.

          O modo de escrita da autora é fácil e flui rapidamente e eu poderia ter terminado mais rápido de ler se tivesse mais tempo, por que realmente depois que você começa é difícil parar e eu não tenho o dois! que tristeza. Eu gostaria muito de contar mais, mas sou difícil de parar quando começo. 

    Eles são vampiros, sim , podem te transformar e claro que você não vai querer ser dessa especie de vampiros . Com tantas restrições, e mesmo com tanta pouca coisa para se fazer eles lutam contra a vontade de morder qualquer um e por isso conversam em grupo, e também estão numa luta dia-a-dia em busca de suas identidades. Tenho certeza que quem ler não vai se arrepender 





Para folhear o primeiro capítulo do livro, basta clicar Aqui
               
                                   

Um comentário :

  1. Que máximo esse post, adorei! Super detalhado. Como assim os vampiros sentem dor? Preciso ler! Gosto de autores que escrevem de modo fácil, fazendo com que a leitura voe. Adorei a capa e a resenha do livro! <3

    Beijos, beijos e abraços. www.7hings.com.br, hey te espero lá..!

    ResponderExcluir

* . Comente aqui o que você achou da postagem , se gostar vire seguidor do blog. * sua presença é muito importante.