Meu Vizinho Lobo - 12 Capitulo

quinta-feira, 30 de abril de 2015
                   
                 


                        12 Capítulo :
  Quando chegou a madrugada Mila sentiu o peso do corpo de Lucius se aconchegando ao seu lado. Ela até pensou em provoca-lo mais um pouco, mas seu corpo estava fraco e sonolento, então somente recostou-se nele para conseguir dormir em paz. Ela sentiu sua respiração em seu pescoço, lenta, calma e os braços de Lucius abraçando seu corpo gentilmente e novamente ela sentiu algo em seu corpo. Não era luxuria, Mila sabia bem. Ela se sentia protegida, embora desconfiada .


   Uma tempestade não anunciava sua presença . Ela desconfiava que algo estava por vir e chegou até temer a segurança de Lucius. Ele era o líder, o alfa Lycan. A sociedade não pensaria duas vezes com a lua de sangue antes de sacrificá-los. Pensou ela preocupada.

    Ela respirou fundo fazendo uma promessa silenciosa a si mesma. Ela sobreviveria, mesmo se fosse só para ver Lucius bem. Sua vida nunca foi as mil maravilhas...seu corpo vivia doente depois de uma certa idade e ela fazia demasiado esforço para permanecer ao lado de seus amigos e parecer estar feliz, parecer estar se divertindo não importasse o que seu corpo sentisse. Quando conheceu Lucius e foi levada por ele, algo mudou drasticamente. Se sentia viva finalmente, livre de qualquer mal físico, como se seu corpo houvesse renascido das cinzas...por causa dele.

  O devia mais do que poderia imaginar. Mesmo que seu corpo fosse frágil comparado a de um líder, talvez ela fosse de alguma ajuda. Talvez fosse boa em palavras ou ações...sabia que não era grande coisa em uma luta, mas tinha certeza que se precisasse se protegeria com louvor .
    
Quando Mila ouviu a respiração de Lucius diminuir ,sentiu que havia adormecido e deixou seus pensamentos de lado e se focou no agora. Segurança. Ambos estavam seguros nos braços um do outro e nada mais deveria importar naquele momento e ela se deixou adormecer.

   Quando amanheceu ela podia ouvir os lobos andando de um lado para outro, agitados e prontos para qualquer coisa. Não querendo se alarmar demais ela imaginou que deveria ser por causa da lua de sangue e que quando esse evento terminasse , eles poderiam viver em paz. Lucius já não se encontrava ao seu lado na cama e ela decidiu vagar pelos corredores até se encontrar com Lucius. Ele a beijou rapidamente e ela só ouviu suas palavras rápidas. “Será Hoje..”  e viu o corpo alto e tenso de Lucius dobrar o corredor.
    Mila não sabia muito o que fazer então voltou ao seu quarto e ficou assistindo breves noticias que apareciam no jornal . Onde eles alertavam aos civis ( pessoas humanas) para que ficassem em casa por 24 horas, até que o evento terminasse e as criaturas sobrenaturais voltassem ao que seria próximo do normal, se fosse possível...

    Ela suspirou triste e confusa sem saber o que fazer ou como agir durante o evento. Talvez ela devesse se juntar ao caos junto aos lobos e fazer cara de louca, mas ela não tinha a mínima vontade. Então se aconchegou na cama e se escondeu debaixo dos lençóis até ouvir a porta do quarto se abrindo e ver Lucas passando pela porta.

    Seu corpo alto e totalmente coberto com um sobretudo e seus olhos escondidos atrás de lentes escuras de seus óculos.

  Ele a encarou por um tempo e depois falou surpreso.

Você parece calma. Disse sentando-se na beirada da cama, afundando o colchão de um lado. Não parecia aos olhos, mas Lucas parecia pesar o dobro do que Lucius. Talvez fosse a altura...ou os músculos pensou Mila, talvez fosse a espécie Misteriosa de Lucas. Pois até agora Lucius não havia dito a exata espécie de Lucas, ela só sabia que não era Lycan.

    Ela revirou os olhos com suas palavras.

Me imaginar histérica me deixa cansada.

Um sorriso brincava nos cantos dos lábios de Lucas, mas ele não o deixou sair tão facilmente e isso entristeceu Mila, pois isso queria dizer que ele não estava baixando a guarda. Ao encara-lo, ela percebeu os músculos do pescoço de Lucas se apertando, como se ele tivesse se controlando de algo ou estivesse com demasiada dor.

Isso me parece bom. Parece que você não foi afetada.

Não posso dizer o mesmo de você .

  Ele limpou a garganta com o comentário e engoliu em seco.

Algo que eu possa fazer? Perguntou o encarando. Ver Lucas daquele jeito a preocupava demais. Ela queria muito ajudar em alguma coisa para tirar o que a afligia na cabeça.

  Ele balançou a cabeça e respondeu educadamente.

Reze para que eu não seja umas das criaturas a sair da jaula hoje.

Lucas passou a mão no topo da cabeça de Mila como se ela fosse uma criança a despenteando facilmente com sua enorme mão e partiu do quarto.
Se estava ruim agora...ela não queria imaginar quando a noite caísse.

   Quando o crepúsculo apareceu Lucius passou rapidamente dar boa noite a Mila e ver se ela estava bem. Ele ficou radiante ao perceber que ela estava calma e que não havia sido afetada pela lua de sangue, que infelizmente eles não compartilhavam essa benção.

   Boa noite . Disse ele encarando aquele par de olhos lindos e seu sangue começou a ferver como um lobo pronto para qualquer coisa selvagem e Lucius amaldiçoou a si mesmo. Ele estava loucamente pervertido e queria de qualquer modo rasgar as roupas de Mila com os próprios dentes. Pronto para fechar a porta e sair de lá o mais rápido o possível, mas Mila o impediu segurando o seu braço.

   Vai tirar o pai da forca Lucius?

 Ele sentiu o toque macio, o calor , ouviu os batimentos cardíacos dela e tudo se intensificou . A luxuria, a selvageria . Ele só... precisava sair dali. Deixar de sentir aquele cheiro que o tentava.

   Lucius desviou seu rosto do dela tentando esconder o modo que os olhos dele brilhavam em reação a estar tão perto de sua presença.

Só quis ver se estava segura. Agora tenho que ir.

   Ele se sentiu feliz quando ela soltou seu braço do dele. Mila parecia ter entendido a situação, mas parecia fácil demais.... até que Lucius entendeu .

  Mila só tinha o soltado para o seguir o trajeto todo com ele até sua jaula. Lucius não sabia o que fazia com aquela mulher que o punha louco .

Por que está me seguindo? Perguntou á ela tentando parecer frio e calmo. Era inútil, pois parecia que ela estava vendo sua alma.

   Ele não a estava encarando, mas podia ouvir seu dar de ombros como se tivessem falando sobre o tempo.

Achei que você não deveria ficar sozinho. Posso proteger você.

Ele poderia ter rido daquilo, mas não o fez. A situação não estava boa para o lado dele. A única escolha que ele tinha era rezar para que ela não o enganasse para acabar dentro da jaula com ele.

   Então Lucius deixou ela o acompanhar e quando estava de frente para sua jaula, Mila o deixou entrar e ele relaxou seus músculos ao ver que ele já estava trancado lá dentro e ela não estava com ele, mas o sentimento ruim de que algo ia errado não dava sinal de ir embora.

Lucius encarou Mila com o ar de seus pulmões entrecortado. Com ele estando trancado...Lucius percebeu que era pior. Cada grama de seu corpo dizia que ele tinha que tê-la , estar ao seu lado e que se Deus existisse que o ajudasse. Se ele saísse dali... Iria caçar Mila por toda a casa.

Eu quero fazer muitas coisas com você agora, mas preciso que você saia daqui e não me veja até amanha de manha .

Mila concordou cansada, mas antes de saiu algo brilhou em seus olhos e Lucius não gostou nada daquilo.

Tem razão. Eu só preciso encontrar o meu cachorro. Disse ela partindo e Lucius agarrou seu braço antes que tivesse êxito.

Compramos um novo. Disse ele preocupado. Algo o consumia por dentro. Você não pode sair, é perigoso.

E para seu desespero ela concordou, mas não desistiu da ideia.

Serei cuidadosa. Só preciso encontra-lo.

Antes que Lucius pudesse começar uma briga, Mila soltou seu braço de seu aperto .

Você está doido? Não posso deixar meu cachorro por ai. Alguém pode come-lo!

Antes ele do que você .

Ele não queria ter dito aquilo. Mila se sentiu horrivelmente ofendida e saiu de perto dele para seu desespero.

Mila volte aqui ! Gritou ele , enquanto suas presas se alongavam e seus olhos brilhavam intensamente.

Ele tinha que ficar perto dela. Algo estava errado...

Mila! Lucius gritou novamente, mas não obteve resposta. Sua única dica que algo não corria bem, foi quando Mila gritou e ele lutou desesperadamente contra as grossas barras de aço que o mantinham preso. Longe de Mila.

 Mila se sentia horrível em deixar Lucius sozinho, porem ela não podia deixar seu companheiro de todas as horas sozinho numa noite tão perigosa. Se algo acontecesse com Brad, ela nunca se perdoaria. Que tipo de pessoa seria ela se deixasse isso acontecer?

    Deixando Lucius de lado por um momento ela se encaminhou para fora chamando seu amando cachorro para dentro. A lua estava cor de sangue lá fora e o vento trazia sensações estranhas ao seu corpo. Algo estava vindo... Seu corpo dizia. Algo estava vindo para ela.

   O vento soprou mais forte e Mila pode ouvir o som de seu cachorro gritando de dor não muito longe dali. Mila não perdeu tempo e correu desesperadamente em sua direção. Quando chegou lá ,Mila olhou horrorizada a cena.

   Brad estava preso numa armadilha, com uma de suas patinhas traseira presa em alguma coisa. Quando Mila conseguiu soltá-lo algo bateu em sua cabeça. Uma pá, mas não foi o bastante para faze-la perder os sentidos. Brad tentou morder o pé do agressor de sua dona, mas o mesmo deu um chute em seu focinho o retardando tempo suficiente para tentar bater em Mila novamente, mas não antes dela avisar ao líder dos Lycans que algo estava errado.

  Com todo o ar de seus pulmões Mila gritou com toda a força antes de ser acertada novamente .

A ultima coisa que ela ouviu antes de perder os sentidos foi um uivo raivoso vindo da mansão Lycan.

       
                                

4 comentários :

  1. ♥♥♥♥Bem vinda de volta♥♥♥♥
    Você não tem ideia do quanto eu senti falta dos seus contos, principalmente Meu vizinho lobo♥
    Por favor não permita mais que essa Abstinência de Lucius e Dimitri continue. Humildemente peço.
    Kisses

    ResponderExcluir
  2. Estou amando esse conto e vou acabar me matando se n terminar essas suas histórias, amo muito tudos Isso e acho vc uma escritora. I.C.R.Í.V.E.L
    Bjinhos Izzy

    ResponderExcluir
  3. Amor os seus contos, mas esse é o melhor!
    bem vinda de volta!
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Ola
    Gostei muito,faz tempo que nao me comunico ,com voce parabens.

    ResponderExcluir

* . Comente aqui o que você achou da postagem , se gostar vire seguidor do blog. * sua presença é muito importante.