Diga NÃO ao Bullying!

domingo, 24 de fevereiro de 2013
   Bem acho que nunca falei isso para ninguém, mas já sofri e muito com Bullying na escola. Nunca contei para minha mãe por vários motivos. Um deles é que ela não tem muita paciência e acabaria irritando mais "aqueles" tipos de pessoas  e outro era por que ela sempre dizia que era ocupada demais sendo dona de casa, que seja, eu não moro com ela. Eu também nunca cheguei a dizer para meu pai, por que ele já não era um jovenzinho e a família tinha históricos de  ter o coração fraco , então nunca quis encher a paciência dele com essas coisas por que eu sabia que ele iria sofrer junto comigo. Eu morava com meu pai e minha avó ( ela tem derrame e não anda ) então meu pai já tinha muito que cuidar para acrescentar algo a mais.

   Quando era mais nova eram pequenas coisas que magoavam mais dava para levar e seguir em frente sabe?! Como brincadeiras sem graça e piadinhas de gente gordo. Mas eu nunca liguei por que eu convivia mais tempo com aquelas pessoas do qualquer outra e isso não me magoava , eu chegava até fazer piadinha de volta. Mas dai veio o ensino médio e meus colegas de sempre foram trocados por desconhecidos. No começo achei legal. Pessoas novas, amigos novos, tudo bem. Ai tudo mudou por que eles já se conheciam de fora pois estudavam na mesma escola e tudo que eu tinha era minha amiga magrelinha Maritissa, minha melhor amiga. E com os dias e meses passando a " panelinha" deles foi ficando mais forte e irritante. Meu pai ficou doente, tinha muitas dores e até chorava pensando que ninguém estava vendo, mas eu estava. Eu o via gemer, chorar só para no outro dia ele mentir para mim que estava tudo nem, não estava. Eu ia para escola só para me distrair um pouco, fugir da realidade e conversar por horas com a minha amiga. Conseguimos até fazer uma nova amizade. Barbara. Esse é o nome da minha outra amiga que mantenho contato até hoje. Nisso ficamos em três .

    Maritissa magra, bonita , de ótimo humor e muitos homens a seus pés. Barbara , pele bronzeada, legal divertida com as unhas mais invejáveis que alguém podia ter ( ela me disse que era um tipo de arma caso precisasse ). E eu cheinha, legal, doida, muito doida e alegre.

     Mas dai começaram a falar pelas nossas costas o quanto eramos isoladas, sozinhas e estranhas. ( vai intender né ! Eu estranha ? magina gente.

   Começaram a falar das unhas da Barbara , da magreza da Maritissa e do quanto eu era gorda ( é exagero , não sou gorda assim ) Eu tipo sou a mais alta do nosso grupo com 1,80 de altura, ai vem a Maritissa e depois a Barbara que é a mais baixa de nós. E o fato de euzinha ser cheinha me dá o ar de desengonçada , sem jeito e o fato de ser timida não ajudava lá essas coisas . Se as pessoas falavam comigo eu respondia e até tentava puxar assunto, mas eles não queriam minha amizade.

   Roubavam nossos lugares na sala de aula, falavam mal de nós pelas costas e quando achamos que não dava para piorar nos metemos numa briga. ( Não foi culpa Nossa ! Juro ) Tinha uma garota lá estranha chamada bruna que dizia ler auras essas coisas , todos tambem falavam mal dela, mas depois que ela se desentendeu conosco o povo se juntou com ela e Há não era só a classe , mas tambem tinha os outros primatas selvagens que era quase metade da escola afff !

   Meu pai doente e a Barbara sem tempo atrasamos um trabalho que era para fazer obrigatoriamente com a bruna , Nós a avisamos e ela disse que tudo bem afinal faltava 2 semanas para entregar o trabalho, mas A BRUNA entregou o trabalho antes pelas nossas costas e disse que não tinhamos feito nada e iamos levar bomba. Minha amiga Barbara a agarrou pelo braço e disse umas verdades na cara dela e em menos de um segundo metade da escola estava contra nós. E logo minha amiga Barbara perdeu a vaga escolar e ficamos nós duas sozinhas. Ninguem queria fazer trabalho conosco ou algo do tipo. Por exemplo: num trabalho que tinha que ter obrigatoriamente 6 ou mais pessoas no nosso só tinha duas. Os professores perguntavam quem é seu grupo Maritissa? e ela respondia: Kathlleen e vice e versa.


    Escreviam recadinhos nada amorosos para nós falando sobre minhas gordurinhas sexy e a magreza sexy de minha colega, ve se pode ! rsrsrs e chegaram a nos chamar de feias ! tudo bem que eu não ia me arrumar toda para ficar numa sala abafada com um bando de babuinos de bumbum roxo, mas feia já é demais ! Chagaram até a zuar uma foto nossa e por na internet. Não, eu não vou postar as fotos.

   Eu sofria muito com isso e depois de madrugadas sem dormir e tentar mascarar minha dor com um sorriso meu pai morreu. Eu ficava pensando no que ia ser de mim sem ele. Sozinha, sem apoio e com uma mulher idosa para cuidar, medico, casa e escola. Confesso que pensei nisso durante a madrugada por que tive um sonho ruim com ele e quando acordei, cansada ´por que tinha trabalho para apresentar naquele dia ( quarta- feira ), ai minha vó me disse que meu pai tinha roncado de um jeito estranho e que ela tocava nele , mas ele não acordava. Todas pensamos que ele tinha desmaiado, mas não.
   Pensei que era uma pegadinha no começo ou algo assim, mas meu pai odiava brincadeiras sem graça e ele não faria isso comigo. Na mesma hora chorei, agarrei ele , chorei e ficava olhando ele sem vida olhando  para o teto. Minha avó pensou que eu estava enganada, que era só nervos e que ele só podia ter desmaiado.Eu liguei para os médicos mesmo sendo tarde demais , tentei ligar para meu tio, mas depois de muitas tentativas percebi que estava ligando para o numero errado .

 Passei mais de 9 horas chorando sem parar até meus olhos ficarem como se tivessem areia dentro deles e quase fui para no hospital por uma dor de cabeça que só passou depois de soltar tudo que eu tinha no estomago.

 Ninguém  me ajudou a superar isso , na verdade eles atrapalhavam . Quando o povo da escola ficaram sabendo as Vadias fizeram de tudo e mais um pouco para me deixar triste.
Ficavam falando de seus pais e em como era bom ter um pai e coisas do tipo, fizeram piadinhas e até colocaram o cara que eu gostava na jogada. Mas Acho que deus também sabe o que faz . Até o fim daquele ano maldito 3 delas estavam gravidas e deixaram a escola. Não que ficar gravida fosse ruim , mas qualquer coisa que as deixasse longe de mim era otimo. Mas não escapamos de ficar tomando remédios por que minha amiga e eu ficamos com muito enjoo, dores e passamos metade do ano meio grogues e falando coisas sem sentido por estarmos drogadas de tanto remédio por que estavamos estressadas e com muitas coisas para fazer , inclusive eu. Eu tinha que acordar as 5 da manha , fazer café, separar os remedios da minha avó e deixar ela sozinha por 7 horas de frauda enquanto eu tinha que aguentar aquelas pessoas. Eu tinha pensado em abandonar as aulas e ficar com ela , mas se fizesse isso ia ser muito dificil terminar o 3 ano. Quando eu chegava da escola eu tinha que cozinhar, lavar , ajudar a dar banho nela, estudar, lavar roupa e acabava por dormir as 1 da manha só para repetir meu inferno diario. Eu havia até perdido 14 quilos ,mas não gostei disso pois perdi em semanas e não era normal perder isso em tão pouco tempo. Quando a escola terminou só fiquei triste por não ter minha amiga para conversar 7 horas por dia, na verdade ja nem nos falamos mais, mas mantenho contato com Barbara. Embora seja pouco já vale.

   Durante meu tempo dificil na escola eu so tive  ajuda de quem passou isso comigo. Eu lia e muito livros, ebooks e até deixava de fazer as coisas em sala para ficar lendo,desenhando, isso me ajudou um pouco. Eu nunca vou esquecer do que fizeram para mim por que na minha opinião eu não merecia isso. Eu era quieta, timida e ficava no meu canto lendo, eu não sei até hoje o motivo que os levou a fazer isso , talvez na mente doentia deles isso era legal, mas não para mim. Eu não falava mal deles ou qualquer coisa do tipo , pois sabia que acabaria levando os problemas para minha casa e para meu pai doente. Nunca vou perdoar eles por que eu nunca ia conseguiu fazer isso de coração. Não eram todos os ruins da sala, tinha pessoas boas lá. Realmente boas e fofas que se eu encontrar na rua eu vou dizer oi e parar para dar um abraço. O ultimo dia de escola fizeram o amigo do chocolate que quase virou O Inimigo Maldito do chocolate. Pois você tinha que dizer algo para essa pessoa e dar o chocolate. Quando chagou na vez de minha Não amiga dar seu presente ela fez o discurso mais longo de ódio para aquela pessoa que eu rezava para que não fosse minha pessoa. Por sorte não foi e ganhei uma caixa de bombom de um cara chamado Gabriel do qual eu podia beija-lo por não  fazer do meu dia um inferno . Cara eu te adoro até hoje !

    Eu tenho sonhos com a escola até hoje e não vou sentir falta de nada e agradeço a deus por eu não ter ficado lá por mais tempo; não precisa ter um bom motivo para sofrer Bullying. seja magro, gordinho, até linda demais ou nem tão bonito assim . Maluco não tem cara muito menos motivo, tudo que podemos fazer é aderir a campanha .


Se tivesse uma coisa que eu poderia dizer para esse tipo de gente se é que eles podem ter essa consideração bondosa de minha pessoa, e´que um dia ou menos dia eles vão ter filhos e como diz o ditado os filhos pagam pelos erros dos pais, um dia os filhos deles podem sofrer o dobro que sofri. Eu me considero forte, eu podia ter me auto-mutilado, ter soltado minhas tripas como muitas pessoas fazem , mas não o fiz. Por causa de mim e da minha avó do qual a unica coisa que ela não precisava era uma neta doente que não podia cuidar dela.

Eu queria ter contado isso para alguem , mas nunca contei. Acho que se eu tivesse falado e até pegado provas como eu poderia ter feito , eles poderiam não ter saido impune e até poderiam ser punidos , mas não o fiz e graças a deus eu não me arrependi e espero nunca me encontrar com eles de novo. 
 E espero que um dia o Bullying possa ser considerado um crime grave, pois palavras e ações realmente machucam e podem causar até morte. Tem pessoas que se suicidam por causa de" especies" assim. Eu não desejo mal a eles por que desejar mal a alguem não vai amenizar meus traumas ou me deixar mais feliz. Tudo que eu digo é que maioria das pessoas que me fizeram mal tem filhos agora e um dia como eu sofri os filhos deles tambem podem. Ninguem esta livre disso. Fica a dica.. E ah para vocês verem eu NÃO sou feia como me achavam. Sou gorda, mas feia não.

Olha a foto:

Viu? Sou uma fofura !


                                 

4 comentários :

  1. Kathy, passei pela mesma situação no colégio por ser gordinha e pobre. Sou gordinha até hoje, ainda sofro ofensas de algumas pessoas, inclusive familiares, mais não ligo. Tenho uma filha que me ama do jeito que eu sou. Sucesso para você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brigada pela força! Também ainda sou gordinha e tento não ligar para os comentarios " Mas seu rosto é bonito..se você fosse magra... " kkkkkkk No começo eu não ligava, mas me irritava o jeito que eles falavam como se o fato de ser gorda colocasse uma barreira em alguma coisa.

      Excluir
  2. Kathy você não é feia e nunca foi. Como vc mesmo disse: É uma fofura!!! Sinto muito por tudo o que passou, nem fazia ideia desta injustiça por parte dos seus colegas de escola. Aquilo que não nos mata! com certeza nos fortalece. Te conheci porque somos blogueiras, uma conversa aqui e outra ali...pronto!!! Foi o suficiente para ficarmos amigas e pouco a pouco nossa amizade cresceu. O que posso falar de vc? Além de que é inteligente, generosa, prestativa e meiga??? É supeer hilária!!! Adora pesquisar e dividir o conhecimento com todos. Tenho muita pena de gente como seus ex-colegas pela futilidade, imaturidade e idiotice. A vida dá muitas voltas, não desejo mal a ninguém... mas vai saber o que o destino reservou para cada um. Precisam aprender a respeitar os outros!!! Espero que quando encontrar com algum deles, esteja de cabeça erguida e forte. Você é uma vencedora!!! Porque tenho certeza que será uma excelente escritora. Maninha, você nasceu para brilhar !!! Nunca permita que ninguém apague o seu brilho. Vc é muito maior que todos eles juntos....acredite sempre no seu potencial, no seu caráter e na sua beleza!!! Adoro ser sua amiga.....cuide-se bem!!! Beijinhos *.*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ohhhhhh brigada pelas palavras maninha , quase que me tira lagrimas. Sua amizade é muito importante pra mim . muitas vezes quando estou triste vc vem sem saber e alegra meu dia ! Eu adoro dividir tudo com vc e não me arrependo disso , pois cada vez que te conto algo que me faz pensar " O deus! ela vai me achar doida!" vc vem e passamos o dia todo falando disso kkkkkk Espero ser pra sempre sua amiga até na minha proxima reencarnação rsrrs acho q fui sua irmã na minha vida passada kkkkk vc é como uma irmã pra mim.

      obrigada pelo apoio . bjus

      Excluir

* . Comente aqui o que você achou da postagem , se gostar vire seguidor do blog. * sua presença é muito importante.