Every Other Day - Capítulo 21

sábado, 22 de dezembro de 2012
   
  Eu estou no quarto novamente com o quarto onde dói.
Às vezes é alto e às vezes é brilhante e às vezes eu tenho que ficar parada. Mamãe esfrega minha bochecha. Papai sai da polca-ponto, ponto, ponto por toda minha cabeça. Eu faço uma careta.

"ECG está limpa", diz ele.

  Eu sei que essas letras. E! K! G! Eu sei que li em muitas cartas. Assim como faz mamãe.

"DNA". Ela diz outras coisas também, mas elas não são claras, por que eu não escuto muito.

Eletrocardiograma. DNA.

Eu não acho que essas são boas letras. Eu quero ir para casa.

"Quase feito, bebê." Mamãe sorrio e fez cócegas em meu queixo , até  que eu reagisse as cócegas dela. E isso é quando é hora para o meu cochilo.
   Pisquei, mas o mundo em torno de mim não se contentou em foco.
Tudo era brilhante, flácido e distorcido ao redor das arestas.

"Eu acho que ela está acordada. Kali? Você pode me ouvir? ".

Tentei separar os sons em palavras, mas não podia fazer-lo. Meu corpo se sentia... pesado.

Sem o Nibbler, você estaria morta. A voz de Zev era baixa e grave, e eu queria dizer a ele que estava errado, que eu tinha vivido ataque após ataque, que eu poderia ter sobrevivido a qualquer coisa, mas uma mordida de um zumbi era o suficiente para matar uma pessoa normal, e eu tinha sido mordida, arranhada, e sem pedaços dezenas de vezes. Mas mesmo o meu corpo tinha seus limites.

"Morta", repetia em voz alta. A palavra saiu soando ilegível.
"Morta? Morta? Oh, não. Você não pode nos dizer alguma coisa
assim e depois morrer ". Bethany colocou seu rosto ao lado do meu, e ele entrou em foco. Mais ou menos.

"Não é assim que isso funciona Super Girl. Você não pode dormir. Você não pode cair fora. Você não pode morrer. A única coisa que você tem a fazer é acordar e nos dizer o que o diabos está acontecendo. " As palavras de Beth eram duras, mas seu toque
era gentil quando ela apertou algo quente em minha pele-um
pano quente, úmido e macio. "E então", acrescentou,
trabalhando o pano sobre a superfície do meu corpo, "Estamos
indo ter um bate-papo agradável, longo sobre mentir para a Bethany. Ferimentos superficiais, minha bunda. "

   Meu último pensamento antes de dois voltarem a escuridão era que Bethany parecia estar se referindo a si mesma na terceira pessoa.

Isso não poderia ser bom.

******

"Você sabe o que é isso, Kali-Kay?"

   Mamãe está de bom humor. Eu acho. Eu olho para o objeto
em sua mão e então aperta em minha cabeça.

"Nuh-uh", eu digo. Eu coloco meus dedos na minha boca e dou lhes uma mordiscada. "O que é?"

Mamãe delicadamente pega a minha mão para fora da minha boca.

 "Esta é uma arma. Você pode dizer arma? "

"Arma", repito obediente.

   Mamãe leva os meus dedos ainda úmidos da mão e passa sobre a
superfície do objeto. Ele é frio e duro. Ele parece como uma maçaneta. Parece engraçado, também.

"Você quer jogar um jogo, Kali?"

  Mamãe e eu jogamos muitos jogos. Jogos secretos. Eu sou
sua menina dos segredos.
"Feche os olhos e conte até dez", diz a mamãe. Eu Fecho os olhos e contar até quatro. Eu gosto de quatro.

"Ok, agora abra seus olhos." Mamãe sorri, mas a alegria não atingiu os olhos. Minha barriga se sentia estranhamente mal.

"Onde está a arma, Kali?"

Eu não posso ver a arma mais. Ela escondeu isso, e eu não sei
onde está. Eu desejava saber. Eu gostaria de poder dizer a ela. Eu gostaria de poder ser boa.

"Encontre a arma, bebê."

   Eu não sou boa nesse jogo, o jogo secreto. Eu coloquei meus
dedos na minha boca. Temos muitos segredos, Mamãe, mamãe, e eu.
Desta vez, quando eu acordei, o mundo estava da cor certa e da forma correta, e eu reconheci a pessoa olhando para baixo da forma correta, e eu reconheci a pessoa olhando para baixo para mim instantaneamente.

Vaughn.

   Ele viram uma menina quase invencível se machucar, e eles
chamam um veterinário. Tendo em conta que os outros me viram sendo rasgada através de uma horda de zumbis como um animal selvagem, parecia altamente apropriado isso ser um pouco  insultuoso.

Você não é um animal. Eles são humanos.
Você é mais.

  Talvez eu estivesse apenas um pouco de bom humor depois de ser comida por um zumbi , mas em vez de aquecer-me de dentro para fora, as palavras de Zev me fizeram querer revirar os olhos. Eu nunca tinha solicitado a compartilhar o meu cérebro com um palestrante motivacional de dois bits.
Eu não tinha pedido nada disso.

"Seus sinais vitais estão bem. Suas feridas estão curando, e
com base na temperatura do seu corpo, eu acho que o seu sistema está queimando  através das bactérias mortis em vez de permitir que ela retalhe seu cérebro ". Vaughn fez uma pausa, seus olhos castanhos procurando os meus.

"Como você se sente?" Eu me sentia bem, nua, e com sede em ordem. Me lembrei dos olhares nos rostos dos meus amigos quando eu fiz a minha confissão muito bem. Fisicamente, eu estava indo bem, mas eu não conseguia me lembrar da última vez que me senti tão aberto para o ataque. Tão vulnerável. Tanto para manter as costas para a parede.

"Eu estou bem", eu disse, não encontrando os olhos de Vaughn. "Sede".

   Eu muito propositadamente não especifiquei o que, exatamente, eu estava sedenta.

Caça sem alimentação é mal aconselhado, Zev me disse, sem ser detido por minha resposta ao seu último comentário.

 Enquanto cura você faz o Nibbler  ficar muito  faminto. Você vai ter que alimentá-lo em breve.

  Bem, me perdoe por ter estado muito ocupada sendo comida
por zumbis e tentar matá-los para parar e pensar
sobre beber seu sangue para manter o parasita dentro de mim
gordo e bem alimentado.

Alguém já lhe disse que você fica irritada quando
você quase morre?

   Houve uma resposta na ponta da minha língua mental, mas eu
percebi que Vaughn estava me dando um olhar muito estranho, e eu me perguntei se um bando de emoções passava por cima do meu rosto com palavras de Zev.
   A última coisa que eu precisava era que o veterinário pensasse que eu peguei algum tipo de zumbi insanidade. Ele seria obrigado a
me denunciar para a quarentena, e eu ia passar o resto do dia
incapaz de fazer uma coisa para salvar Zev.
"Eu sei que isso provavelmente parece muito estranho para você", eu disse a Vaughn, pensando com eufemismo o tempo todo, "mas eu estou bem. Nada dói. Nada está quebrado. E eu estou tão
sã que eu consigo. "

   Eu esperei por Vaughn  me perguntar como minha recuperação foi
possível, mas não o fez. Ele apenas acenou com a cabeça.

 "Eu diria a você para levar fácil ", ele disse," mas com base na pilha de corpos no porão, eu estou supondo que "fácil" não é realmente o seu estilo. "

  Havia uma nota de censura em sua voz, embora eu
tinha certeza que ele desaprovava mais a minha aversão a cama de
repouso do que para o fato de que eu tinha enviado uma horda de zumbis para o além.

"Que horas são?"

      Dando voz à pergunta me senti como se mostrasse  minha mão,
mas eu não estava acostumada a não saber, e hoje, mais do que qualquer outro dia, a cada minuto, a cada segundo, era crucial.
     Cada segundo que eu estava aqui era mais um segundo que
 A Biomédica Quimera tinha Zev-mais um segundo que eles
poderia vir para mim.

"Você ficou fora do ar pouco mais de uma hora", disse Vaughn,
"Assumindo o cronograma de Skylar da 'você-sabe-o que"
está em algum lugar perto da marca. "

   Meus lábios curvados para cima, com a idéia de Skylar referindo-se a zumbis como "você-sabe-o-que", mas no segundo meu cérebro
registrou o fato de que eu estava sorrindo, uma onda de náusea
passou pelo meu corpo, trazendo com isso uma espécie de sombria
desesperança eu reconheci como arrependimento.

Skylar.

Apesar dos meus melhores esforços em contrário, eu gostava dela. Ela era valente e de coração aberto e insano e agora ela
sabia. Ela sabia o que eu era, ou, mais ao ponto, o que eu não era.
Eu não era normal. Eu não era humana.
Eu era uma mentirosa.

Eu não deveria ter me importado com o que ela pensava sobre mim. Eu deveria estar mais preocupada com que ela e os outros poderiam dizer, mas em vez disso, tudo o que eu podia pensar era o
fato de que eles me odeiam agora.

Eles teriam que odiar.

"Hey". A Voz de Vaughn era suave quando ele me atirou sob
o queixo. "Nada disso".

"Nada do que?" Eu disse, limpando todos os vestígios de emoção do
meu rosto.

"Não vá fazer  nada."

"Nada?" Eu estava incrédula.

"Você deveria descansar." Com essas palavras, Vaughn estava seguindo seu olhar a porta e meu olhar o seguiu . Elliot estava lá,
seu rosto tão ilegível quanto a do seu irmão. Ao lado dele,
Bethany tinha os dois braços cruzados sobre o peito. Sua
mascara foi manchada, suas roupas rasgadas, e eu sabia que só pelo
jeito que ela estava segurando o queixo, que ela não estava indo cair em lágrimas novamente em breve.
    De algum lugar atrás deles, Skylar abriu caminho para o quarto.

"Você está bem", disse ela, com a voz estranhamente baixa. "Eu tinha certeza que você estaria, mas nunca se sabe, e então quando você não acordava...".

    Tentei dizer algo, mas as palavras ficaram na minha
garganta, não ditas, inseguras.

"Estou tão, tão triste Kali. Eu juro, eu não quis dizer para você que
tinha que me salvar. Eu ouvi um barulho lá embaixo, e de Bethany
era tudo "ver fora", e assim eu fiz ..., você sabe, fui ao porão. Eu pensei que era para eu estar lá. Eu tinha sentido, mas talvez fosse um sentimento ruim, porque a próxima coisa que eu sabia, havia um zumbi. E então havia dois. E então havia três .... "

"Skylar," Elliot interrompeu. "respire". Obediente, ela respirou.

"Então eu subi em cima do cofre, porque eu sabia que tinha que esperar. Eu sabia que você ia voltar. Eu sabia que você ia fazer ...
alguma coisa ". Skylar franziu a testa. "Mas eu não sabia que seria
assim. Eu não sabia que eles te machucariam. Eu não! ".

"Skylar." Dessa vez, eu era a única que interrompeu balbuciando. "Eu estou bem." Ela não parecia convencida, e eu me sentia
Obrigada a elaborar. "Ele nem sequer fui ferida." Percebendo como
Eu estava andando perto do limite, a palavras que qu tinha na língua , eu nunca disse em voz alta, olhei para baixo e fez um minucioso
estudo da parte de trás das minhas mãos.

"Eu não posso, quando estou assim, nada dói. Eu poderia levar um tiro no estômago, e eu não sentiria  mesmo assim. "

   Elliot fez uma careta. A expressão de Vaughn nunca mudou. O lábio inferior de Skylar tremeu.

"Você promete?"

Isso não era como eu esperava que fosse esta conversa.

 "Eu prometo. "

Por um momento, você poderia ter ouvido um alfinete cair no
quarto. Bethany quebrou o silêncio.

 "Isso é muito ruim", ela disse, "porque agora, eu meio que gosto disso para golpeá-la, e não será o mesmo se você não puder sentir a dor. "

Este foi mais perto da reação que eu esperava.

"Eu vou," eu e me sentando e encontrando meu caminho para os meus pés.

"Vai?" Bethany repetiu incrédula. "Você não vai a lugar nenhum. Você está indo mover a sua boca, as palavras vão sair, e você vai explicar como isso é remotamente possível. "Ela estreitou os olhos. "E ... ir."

"Eu não sei o que você quer que eu diga." Meus braços rodearam
meu peito, como se eu pudesse manter minhas emoções a partir da superfície por pura força de vontade. "Eu já disse a vocês. Eu não sou normal. Eu sou uma aberração. Mostrei-lhe o ouroboros, que não é normal. As pessoas normais morrem quando são mordidas. Eu sou mais forte.
    As pessoas normais enlouquecem  se um zumbi leva um pedaço de
seu braço. Eu dei um pequeno cochilo. Eu não sei por quê. Eu não sei como. Tudo o que eu sei é que eu não sou normal. "

    A Tendências de falar de Skylar deve ter sido contagiosa, porque eu não poderia me impedir da elaboração.

"Eu não sou mesmo humana."

   Se eu me sentia nua diante, isso era muito real agora como se
alguém tivesse tirado uma faca e cortasse e deixasse o meu corpo aberto, enquanto os outros estavam se preparando para  por as patas através de minhas entranhas, pedaço por pedaço.

   Skylar foi a primeira a se recuperar.

 "Oh," ela disse. "Eu pensei que talvez você fosse um pouco  ser humana. "

    Dentro da minha mente, Zev bufou, e eu empurrei de volta a
insana vontade de rir. Um pouco ser humana, pensei. A história de
minha vida.

"O que é você?" As Palavras de Bethany não soaram como um
acusação, mas ela não parecia curiosa, também. Se qualquer coisa que era sua voz hesitante,ela tinha guardado.

"Eu não sei", eu respondi. Os olhos dela brilharam, mas antes que ela pudesse dizer uma palavra, eu me antecipei. "Eu acho que eu sou algum tipo de caçadora. Quando há algo sobrenatural ao redor, eu posso sentir, e há esse desejo, essa necessidade de lutar. Eu não entendo , não fico cansada . Eu não sinto dor. E por mais que eu seja capaz de monitoramento os bichos para baixo, eles podem me acompanhar. "

      Eu corri as pontas dos meus dedos suavemente sobre o comprimento do meu braço. A pele estava enrugada, ainda se curando, e pela primeira vez, pensei em que deve ter parecido com pedaços arrancados da minha carne, os olhos injetados de sangue e selvagens.

"Eles gostam de meu sangue", eu disse levemente. "Se eles cheiram, eles vem para mim, para que eu vá para eles primeiro. É ilegal, para as pessoas acho que é errado, mas tenho que fazer. "

"Então é uma coisa normal para você?" Bethany perguntou, suas
sobrancelhas arqueadas quase em seu couro cabeludo. "Matar zumbis, brincar de gato e rato com a sua vizinhança dragão ... "

"Não havia nada de normal sobre o dragão", repliquei. "Mas, para responder à sua pergunta, sim. Eu caço. Se algo mata pessoas, eu os mato. "

   Bethany apontou o seu olhar aos céus.

"Isso explica muito. "

   Eu pensei que ela estava pensando em todas as pequenas coisas que eu tinha dito e feito nos últimos dois dias, mas ela me desiludiu
dessa noção muito rapidamente.

"Quero dizer, não é de admirar que você tem um complexo de salvadora. Você faz isso na vida. "  Eu quase ressaltei que ninguém me pagava mas Bethany veio rapidamente. "E quando você viu que eu tinha um Ouroboros, você sabia que poderia fazer uma troca, você pode matá-lo. "

   Pensei no parasita me alimentando, me dando força e sedento de sangue em troca. Matá-lo tinha sido o plano, mas agora era tanto uma parte do meu corpo como minha pele ou meus pulmões.

"Em teoria".

"Então, ontem, quando estávamos correndo por todo o lugar
tentando salvá-la, era tudo apenas um show? " As palavras de Bethany foram duras, e sua voz subiu uma oitava ou duas.

"Você estava apenas fingindo estar doente?".

"Não." A palavra explodiu de minha boca com tanta força
que eu percebi que eu realmente não queria que ela pensasse que
ontem foi algo que eu havia falsificado, que de alguma forma não
contei. "O que eu sou," eu disse cuidadosamente, "as coisas que posso fazer ... Eu não posso sempre fazê-las. "

"Isso é ridículo", disse Elliot, falando-se para o primeiro
tempo. "Eu não posso acreditar que estamos mesmo sentados aqui falando sobre isso, como se não fosse insano. Se houvesse pessoas lá fora que nascessem para caçar o sobrenatural, você não acha que tinha que saber sobre eles? Você não acha que o governo saberia
sabe sobre eles? Não faz nenhum sentido. "

"Sim, bem, tem uma máquina do tempo de volta ao ensino médio
e me disse isso, "eu bati, mas as palavras saíram fracas e pequenas. "Porque eu tinha doze anos quando isso começou, e eu não sei por que, ou o que estava acontecendo, ou o que eu poderia dizer, porque  era louco. Ainda é louco. Ele não faz sentido. Às vezes eu sou humana, e por vezes Eu não sou. Se Bethany realmente quer me bater, tudo o que ela tem a fazer é esperar 17 horas e eu mudo, e eu vou sentir o mesmo que todo mundo sentiria. "

"Dezessete horas?" Elliot repetiu. "Isso seria em torno de sete horas "

"Queda", Skylar forneceu ajuda. "Você vai ser humana de novo
ao amanhecer. " Eu balancei a cabeça. Eu já disse o suficiente. Muito, provavelmente.

"Então, quando você tomou o chupacabra, você não sabia se
você poderia matá-lo? "Bethany foi presa em um momento em que
a tempo atrás esse tempo poderia ser considerando vida ou morte para ela, eu poderia entender a fixação.

"Eu pensei que se eu fizesse isso ao nascer do sol, o chupacabra teria
morrido, e eu estaria bem. "Eu dei de ombros. "Parecia uma boa
idéia no momento. "

"E nenhuma cura, o ato guerreiro da princesa de olhos loucos ... nada disso é por causa do chupacabra? " o Rosto de Beth era guardado, mas eu achei que eu poderia começar a entrar em sua cabeça tão facilmente como se eu fosse a uma psíquica.
   Ela tinha visto a forma como os ouroboros tinha espalhado sobre o meu torso. Ela sabia que seu pai estava fazendo experimentos em
chupacabras. E então ela tinha me visto fazer o impossível.
   Fazia sentido que ela se perguntava se os dois estavam relacionados. E, sim, eles meio que estavam, mas não da maneira como ela pensava.

"Ele teria matado você", eu disse, mantendo as coisas simples.
"Quem injetou em você não tinha como saber que não seria assim. "

     Eu percebi um segundo depois de dizer é que por uma hora,
Bethany poderia ter sido capaz de dizer a si mesma que seu pai
não tinha estado brincando com sua vida, que ele tinha encontrado uma maneira de fazê-la mais rápida, mais forte. Que tudo o que ele queria era um jeito de curar  Tyler, e depois de tudo pode ter havido esperança.
   E lá estava eu, dizendo que ela estava errada.

"As pessoas gostam de mim", me senti estranha em dizer essa frase em voz alta, eu tinha passado tanto tempo pensando em mim mesma, "temos uma reação diferente para chupacabras. Quando eu era humana, estava me matando, mas quando eu mudei ... "Fiz um gesto para a recém-curada pele em meus braços. "Eu normalmente não curaria assim tão rapidamente. Um par de dias atrás, eu não teria sido capaz de recuperar de tudo isso. O que quer faça os chupacabras  para os seres humanos, eles fazem o oposto de mim. "

  Não ia dizer sobre o sangue, Zev aconselharia no que eu tenho certeza que ele pensava que era uma coisa muito sábia.

Os seres humanos são muito enjoados sobre nossa dieta líquida.

"Será que você pode calar a boca?" Eu não sabia que eu tinha dito as
palavras em voz alta, até que todos os outros na sala começaram
a me olhar "ela está perdendo de novo" olharam em um único,
movimento sincronizado.

"Não é com vocês", eu esclareci. "É assim ..."

  Se explicar a  todos o que passei "todos os dias",seria uma coisa difícil tentar lhes dizer que ser mordida tinha me dado um vínculo com outra pessoa que -também foi mordido, era quase impossível, mas eu dei o meu melhor.
   Skylar foi a primeira a se recuperar.

  "Então, ele está na sua cabeça, e você está na dele? Isso é significativamente fenômenos psíquicos. "
Ela parecia entusiasmada. "Vocês podem realmente se falar, ou é
ele apenas imagens? Você sente o que ele sente? Você pode trocar
corpos à vontade? "
Eu tinha a sensação de que ela teria continuado indefinidamente, mas Bethany a parou.

"Temos problemas maiores agora do que o fato de que Kali faz o que com alguém, pode se qualificar como um ménage à trois ", disse ela. "Você tem alguma ideia do que vai acontecer se meu pai descobre o que você pode fazer? Se a empresa que ele trabalha faz? Eles vão querer levá-la parte por parte, só para ver como tudo funciona. "

  Eu podia ver Betânia perguntando se-como funcionava ou não , minhas células realmente teriam  a resposta que seu pai estava procurando. Para Tyler.

"Isso não pode acontecer", disse Bethany finalmente, e eu tinha a
nítida sensação de que ela estava dizendo isso tanto para o seu próprio beneficio como o meu. "Eles vão usá-la como um rato de laboratório de cobaias e secar o seu sangue. Isso não pode acontecer. "

  Rato de laboratório? Zev soou um tanto divertido ou insultado, eu não tinha certeza de qual.

"Eu sei exatamente o que eles fariam para mim, Beth." Pela primeira vez, ela não me corrigiu sobre o uso do apelido. Eu levei isso
como um bom sinal e continuei. "Eu sei porque é exatamente o que eles estão fazendo para Zev. "

    No silêncio que se seguiu, eu percebi que eu era quase feita de segredos. Eu não tinha a intenção de dizer-lhes sobre Zev. Eu não tinha escolhido para pedir ajuda. Bethany já me disse não uma vez
hoje. Agora que ela sabia o que eu era, eu não podia imaginar que
 resposta seria diferente. Ela ainda tinha sua mãe para pensar, e se uma coisa era perfeitamente cristalina,claro, era que eu poderia cuidar de mim.

Eu só ficava indo e vindo e vindo. Eu era o que eu era.

"Você sabe que a Chimera tem o seu brinquedo do menino psíquico. Você também sabe que provavelmente eles iriam adorar adicioná-la à sua coleção, também. " As mãos de Bethany serpenteavam fora de seus quadris. "Por favor, me diga que você não está planejando uma missão de resgate. "

O olhar na minha cara deve ter dito tudo.

   Betânia revirou os olhos, e eu me perguntava se eu tinha imaginado o modo que ela lavou meu corpo limpo de sangue, seu toque como luz, a sua maneira suave.

 "Certo. Você ésta Kali. Claro que você está planejando uma missão de resgate. Se auto sacrificando, estúpida é o seu tipo de coisa. "

  Ao lado dela, Elliot limpou a garganta. No início, eu pensei que ele
estava tentando levá-la a mostrar um pouco de tato, mas depois percebi que o pigarro era para meu benefício, não dela.

"Sim", eu disse, encontrando os olhos, sentindo o seu olhar no meu
corpo e não sabia se isso era um bom sinal ou um ruim.

   Elliot abriu a boca, um músculo em sua mandíbula se enrijeceu
traindo o tom aparentemente calmo em sua voz.

"Esqueça missões de resgate ", disse ele. "Eu sou o único aqui que
acha que deve chamar a polícia? "




              



Nenhum comentário :

Postar um comentário

* . Comente aqui o que você achou da postagem , se gostar vire seguidor do blog. * sua presença é muito importante.