Vampirize me ! - Parte 3

sexta-feira, 19 de outubro de 2012
                  

                                                           Parte 3



        O dia passou do mesmo jeito. Gente perguntando se eu dormia em caixões, se já vi um vampiro e outras coisas. Adrian socou um cara por que ele disse " Me chupe " ,mas acho que foi no termo vampiro e não sexual, isso não importou muito para Adrian que deu um soco certeiro no meio de seu nariz que fez o cara perder o rumo da sua sala. O diretor nos levou para a diretoria e saímos mais cedo da escola. Tentei convencer Adrian a me dizer por que ele queria conhecer a cidade na noite de Halloween,  mas ele desviava do assunto me abraçando, mordendo....

              O dia passou assim e logo veio a noite e decidimos ir a praia para aproveitar a noite maravilhosa, sem o sol me fazendo fritar.

          - Você não quis comer. - Não era uma pergunta.

         Meus dentes estavam doloridos pela carne dura que Jerome reservou para mim,  mas não queria dizer isso ao Adrian por que era falta de educação com meu futuro sogro.

        - Foi um dia de Merda hoje. - disse num suspiro.

        Ele passou as mãos pelos seus cabelos os deixando selvagens.

        - Ser chamado de vampiro tudo bem!  , mas a coisa do " Me Chupe " foi de mais. Eu poderia realmente ter virado um vampiro e arrancado a cabeça do filho da puta.

        Eu ri.  Ele parecia tão bravo com uma brincadeira sem graça ou apenas estava com ciumes.

     - Não é engraçado!  - ele disse levantando a voz,  mas a raiva não tocou seus olhos.  Suas mãos me puxaram para ele e recebi um beijo apaixonado.   - Olha só o que você faz....  -  E me beijou novamente. - Fico faminto com você!   - E caímos nas gargalhadas.

      Logo meu sorriso se desfez.

      - Você não vai fazer o que estou pensando,  vai?  - perguntei a ele. Não faltava muito tempo para os negócios acabar e irmos embora.  Só trouxemos algumas roupas e a casa era alugada. Ele não precisava fazer aquilo.

      Ele segurou meu rosto em suas mãos.

      - Faço isso por você...., você é inesperiente e preciso te mostrar o que as pessoas pensam e como você deve reagir.  Eu sei que você nunca fez isso antes,  por isso não quis comer. Estava com medo.

        Cruzei os braços sobre o peito.

      - Eu saberei exatamente o que fazer,  só não quero trazer problemas para dentro de casa.

      Ele sorriu e pegou minha mão,  minha mão pequena em comparação a sua.

      - Podemos fazer isso juntos. Tudo juntos se você quiser ...

           Eu não tinha certeza se consiguiria fazer o que ele estava falando,  mas tinha que aprender a viver e me defender. Caso tivessemos que ficar mais tempo por aqui e eles continuassem a me encher, alegando que era uma vampira.... teria que me defender.

     - Faremos juntos então.  - Apertei sua mão com força extra. Só esperava que meu pai não ficasse sabendo...
           



Nenhum comentário :

Postar um comentário

* . Comente aqui o que você achou da postagem , se gostar vire seguidor do blog. * sua presença é muito importante.